/eks waɪ ədˈventʃərəs/

HomeParceriaO AutorA HistóriaContatoCapítulosPersonagens (S01 - S02 - S03)

Season 3 — Capítulo 15

NOTA: Ao todo, contando Side Stories, Filmes, o Especial Season 2.5, Epílogos e Capítulos Comuns, este corresponde ao número 94. Faltam 6 Capítulos para o número 100.


        — Muito bem... — Olympia apoia-se na mesa de planejamento do ginásio de Snowbelle — Faltam 9 dias para a Conferência da Liga Pokémon de Kalos, onde treinadores de todas as idades batalham entre si até restar apenas um...
        — Não seria injusto com os treinadores que ainda não conseguiram suas 8 insígnias, visto que a Liga foi adiantada meio ano e super em cima da hora? — Questiona Shauna.
        — Teoricamente sim. — Responde Calem. — Mas e se aproveitássemos que todos os líderes de ginásio partiram para Hoenn e vendêssemos essas insígnias até o dia da Liga? Ajudaria a arrecadar dinheiro para o projeto!
        — É uma boa ideia. — Concorda Wulfric. — Calem, vamos implantá-la imediatamente! Eu ficarei encarregado de divulgar a Liga em si e também a venda das insígnias. Custarão Mil Pokédollars cada!
        — Certo. — Diz Calem. — Um preço razoável para treinadores e bastante em conta para o projeto!
        — Exatamente. — Continua Wulfric. — Todos aqui presentes se comprometem a ajudar na venda de insígnias?
        Todos levantam suas mãos, indicando que sim.
        — Muito bem, então a operação venda de insígnias começa AGORA!
  • Trevor, voe para a cidade Santalune! Lá você venderá a Insígnia Inseto!
  • Tierno, corre pra Cyllage e venda a Insígnia do Penhasco!
  • Shauna, você vai para Shalour! Venda a Insígnia do Estrondo!
  • Zack, para Coumarine! Você se encarregará da Insígnia das Plantas!
  • Wood, vá para o ginásio principal de Lumiose e venda a Insígnia Voltagem!
  • Matthew, fique em Laverre e venda a Insígnia das Fadas!
        — Y, X, Calem e Anna! Quero vocês aqui no quartel general! Vocês serão os "cabeças"! Não deixem que nada saia do controle! Olympia e eu vamos voltar para os ginásios de Anistar e Snowbelle, respectivamente, para batalharmos contra desafiantes! Nossas Insígnias não serão vendidas enquanto estivermos pisando no solo de Kalos! Entendido?
        — SIM, SENHOR! — Todos respondem juntos.
        — Ah... Senhor Wulfric... — Chama Y — Enquanto X, Calem e Anna formatam os panfletos de divulgação da Liga e os outros vão vender as insígnias, será que poderíamos conversar?



POKÉMON XY ADVENTURES APRESENTA:
Season 3 — Capítulo 15
Δ Nove Dias para a Liga! — VS Wulfric
ESTRELANDO:


        — A Batalha de ginásio entre Natalie Yvelgress e o líder do ginásio de Snowbelle Wulfric está apara começar! — Anuncia Raimond, o árbitro — Serão usados quatro pokémons para cada e ambos poderão fazer substituições durante a luta. O uso de todos os tipos de itens é permitido. A disputa só estará terminada quando os quatro pokémons de um dos desafiantes estiverem derrotados. Ademais, a desafiante ataca primeiro! Estão prontos?
        — Manda a ver! — Responde Wulfric.
        — Eu nasci pronta!
        — ENTÃO QUE COMEEEEECE A BATALHA!
        — Certo! Mamoswine, dê a largada! — Wulfric lança uma pokébola ao alto, escolhendo seu primeiro combatente, Mamoswine.
        — Caramba! Eu nunca vi um tão de pertinho! Como é grande! — Exclama X, do outro lado do ginásio.
        — X, vá trabalhar! O mundo corre perigo! — Grita Y — Eu escolho... Banette! Vai!
        — Bannete, Ban!
        — Haha, que irônico! — X se revolta — O mundo está sendo ameaçado por um meteoro desgovernado e você aí, tendo uma batalha de ginásio! Poderia ao menos nos ajudar?! Você é uma das generais agora!
        — De que adiantaria mais uma pessoa? Há milhares de líderes de ginásio todos reunidos em Hoenn justamente para combater o meteoro! E eu sou só uma menina de 17 anos que nem ao menos conseguiu ser mãe nessa p**** de vida! E sabe de uma coisa?! O jeito agora é... É aproveitar! Aproveitar cada segundo como se não houvesse o amanhã (e de fato não há)! Se quer saber de uma coisa... Eu não sei se eles vão conseguir! Eu não sei se nós vamos conseguir... Então... Por favor... ME DEIXA!
        Y tem um surto e começa a chorar, caindo de joelhos no chão congelado do ginásio. Mas não era a única. Wulfric, Calem e Anna também não conseguiam se conter. CARVALHO! O mundo estava com os dias contados: a morte global era certa!
        — Quer saber de uma coisa? — Diz Y se levantando e limpando as lágrimas com a manga da camisa. — Vamos batalhar, Mestre Wulfric! Will-O-Wisp, Banette!
        Banette, que parecia alheio à situação toda, simplesmente inicia o ataque, criando e disparando bolas de fogo azul contra Mamoswine.
        — Y, não é porque a m*rda do mundo tá acabando que eu vou facilitar! Mamoswine... Ice Shard!
 
        Mamoswine cria uma bola de gelo e dispara contra o Will-O-Wisp de Banette, formando uma explosão antes que o golpe pudesse atingi-lo.
        — Como?
        — Mamoswine não necessitaria disso normalmente, afinal, sua vitabilidade é realmente imbatível! No entanto, eu queria fazer uma coisa com esse Ice Shard... Eu queria fazer ISSO!
        De dentro da explosão eis que surgem vários cacos de gelo, o resultado da colisão entre o Will-O-Wisp e o Ice Shard, voando em direção à Banette como lanças pontiagudas prontas para perfurar a primeira coisa que aparecesse à sua frente.
        E Banette é atingido por cada uma das estalactites em horizontal, sendo acertado em diversos pontos do corpo...
        — DROGA! Banette ficou com apenas um terço de sua energia total! — Exclama Y, praguejando até não poder mais. — INFERNO! Use Night Shade!
 
        Banette rapidamente se recupera, ficando intangível e atravessando as estacas de gelo que o prendiam, e então... Bom, então ele dispara uma onda de sombras ofuscantes contra Mamoswine, que explode em trevas, sendo empurrado contra a parede do ginásio em uma força esmagadora em uma vingança mais do que perfeita.
        — Vai precisar mais do que isso pra nos derrotar, baixinha! Mamoswine, use o Shadow Ball!
        — O QUE? — Dessa vez quem se surpreende é Calem, que não estava prestando atenção em seus panfletos, mas na batalha de Y. Aquele Mamoswine só podia ser transgênico.
        — É uma Mamoswine Transgênico! — Afirma a Lass Anna.
        Muito rapidamente, o mostro tipo gelo cria uma bola de energia negra, do mesmo tipo que Banette, e dispara contra o adversário, provocando uma explosão super efetiva que leva o pokémon de Y à nocaute NA HORA.
        — Ban, Ban-- @-@!
        — Muahahahah! A primeira vitória é minha! Mamoswine, retorne!
 
        E Wulfric logo faz sua primeira substituição.
        — Meu próximo pokémon é Weavile! Vai!
        — Wea! Vile!
        Continuando com sua especialidade congelante, Wulfric revela Weavile, um oponente veloz e muuuito forte.
        — Bem, para lutar contra Weavile eu vou escolher... Aerodactyl! Vai!
        E a ave pré-histórica é a escolha de Y. Pensar que aquela espécie já havia sido extinta fez uma breve e disfarçada lágrima escorrer pelo rosto da garota, ao mesmo tempo em que um aperto profundo preenchia seu coração com medo, insegurança e angústia. Mas a batalha tinha que continuar, então ela procurou não demonstrar isso.
        — Aerodactyl, vamos começar com o Hyper Beam! — Grita Y, cobrindo sua dor e aflição com um véu que ninguém conseguia distinguir em meio à batalha. O que ela não sabia era que todos os outros presentes estavam fazendo a mesma coisa...
        O pokémon alado então inicia a luta, criando e disparando uma rajada de energia poderosíssima contra Weavile.
        — Evasiva e então o Ice Shard!
        Aerodactyl lança seu ataque, mas Weavile começa a patinar agilmente pelo campo de gelo, e esquiva-se de todas as tentativas de Aerodactyl.
        — Essa não! Agora Aerodactyl não pode se mover porque usou o Hyper Beam.
        De fato, ao utilizar um ataque veemente como aquele, o usuário não pode se mexer por algum tempo até recarregar completamente e, mesmo que tivesse falhado, Aerodactyl era obrigado a ficar paradinho até estar em condições de atacar novamente. É aí que Weavile cria e joga uma pedra de gelo na cabeça do pterodáctilo, causando vários danos super efetivos.
 
        — Que droga! Que droga! Aerodactyl! Tente use o Scary Face!
        Mas mesmo um golpe simples como o Scary Face era difícil de ser realizado depois do Hyper Beam, e Aerodactyl fica sem alternativas...
        — Continue com o Hidden Power, Weavile! Vamos acabar com esse Aerodactyl!
        Weavile continua patinando pelo campo até que de repente, dispara uma bola de energia verde sorrateiramente ás costas de Aerodactyl, causando uma explosão estrondosa.
        — GROOOAR!
        — Aerodactyl! Oh, oh! Já está com a energia no amarelo!*
        — GROOOOOARR!
        Mas aquilo havia despertado a fúria de Aerodactyl e com isso, suas energias vieram à tona novamente, fazendo o pokémon levantar voo mais uma vez e agora estava pronto para atacar.
        — Use o Flamethrower!
 
        — Huh... Acha que vai nos derrotar com esse golpe tão... Previsível? — Cassoa Wulfric.
        — Claro que não! — Responde Y, muito confiante. — Quem disse que era pro Weavile?
        E Aerodactyl cuspe um jato de chamas no chão congelado, transformando muito rapidamente todo o gelo em uma piscina de meio metro de profundidade, onde Weavile não podia mais patinar...
        — VILE! >.<
        — Agora, Aerodactyl: Use o Giga Impact! — Grita Y.
        — Weavile: Shadow Ball! — Revida Wulfric, na tentativa de não perder agora que uma de suas vantagens: a velocidade de Weavile, havia sido inutilizada.
        Aerodactyl então começou a ficar envolto por um vórtice de energia atômica, enquanto Weavile mal conseguia se mexer dentro da água. Suas pernas pareciam cem quilos mais pesadas, mas seus braços ainda estavam livres para lançar o mesmo golpe que Mamoswine usou para derrotar Banette. E então...
 
        A ave mesozoica desce dos céus em um turbilhão muito veloz. Tanto, que ultrapassa a barreira do som e faz com que todos os vidros do ginásio explodam no processo. Enquanto isso, Weavile disparava várias e várias esferas negras contra o vórtice de Aerodactyl, mas não conseguia obter efeito algum, pois toda vez que suas sombras atingiam a massa densa de energia que envolvia a ave, a energia era absorvida pra dentro do próprio ataque inimigo.
 
        "BOOOOOOOOOOMMMMMMMM"
        A água resultante do Flamethrower de Aerodactyl se espalhava por todo o ginásio, transbordando rapidamente ao receber o impacto de Aerodactyl colidindo com o pobre e imobilizado Weavile, levando-o à derrota...
        — Vile @-@!
        — Oh não! — Wulfric rapidamente estende a pokébola, fazendo seu pokémon retornar.
        — S-Senhor Wulfric... — Anna vai correndo até o líder de ginásio — O monitor do computador... Quebrou! Mas eu... Consegui salvar tudo em um pen drive! Os panfletos foram salvos!
        — Ótimo! — Diz Wulfric. — Vão para a Biblioteca municipal e terminem tudo lá! É pra o bem público.
        — Não... Não ficou bravo? — Pergunta Calem.
        — O Mundo está acabando! Por que eu me importaria com a p*rra de um computador? — Retruca Wulfric. — Escuta... Essa menina... A sua namorada!... Ela é fenomenal! Foi ela quem fez isso!
        — Y? — Calem não sabia como reagir.
        — Bom... Se tudo der certo... — Y dá um sorrisinho amarelo — Se o mundo não acabar... Eu compro outro pro senhor, Mestre Wulfric.
        — Não esquenta com isso agora, porque você vai ter que batalhar contra o Cryogonal! Vai!
        A próxima escolha de Wulfric é um pokémon com formato de floco de neve. Estranho, mas aparentava ser forte e resistente...
        — Hmm... Aerodactyl, vamos de Flamethrower mais uma vez!
        — Huh... Cryogonal! Deixe que o golpe o atinja! — Ordena Wulfric.
        E Cryogonal fica parado enquanto é consumido pelas chamas do golpe, queimando vivo em um ataque super efetivo.
        — Yeah! É um nocaute, com certeza! — Comemora Y.
        — Não. Muito pelo contrário. — diz Wulfric. — Cryogonal agora tornou-se vapor e ficou invisível! — Era verdade. Y não conseguia enxergar o pokémon em lugar nenhum. Havia evaporado. Literalmente. — Ele pode estar em qualquer lugar... Mirando o Aurora Beam em Aerodactyl!
        Ao falar aquilo, uma rajada de energia multi-colorida é disparada do alto, atingindo o réptil-voador de corpo inteiro.
 
        — AERODACTYL! — Grita Y, mas já era tarde. Seu pokémon já estava estirado no chão, todo queimado por causa das rajadas de luz. Um golpe muito efetivo, de dano crítico.
        — Dact-- @-@!
        — Volte! — Y aponta a pokébola e Aerodactyl retorna. — Muito bem, minha escolha é... Trevenant! Vai!
        E da pokébola de Y, eis que surge uma árvore centenária, mais ranzinza do que qualquer ancião existente. Um tipo Fantasma e tipo Planta, com desvantagem ao tipo Gelo de Cryogonal.
        — Mas o que é isso? — Wulfric começa a rir. — Uma droga de Trevenant? O mundo tá acabando e você vai usar um tipo Grama contra mim?
        — Não. Vou usar mais um tipo Fantasma, que é capaz de enxergar o espírito de qualquer um: os visíveis e os invisíveis! — Responde Y — Will-O-Wisp!
        Dos galhos de Trevenant eis que surge uma bola de fogo cor violeta.  O pokémon então mira exatamente em Cryogonal, que só é percebido por gritar ao ser atingido pelas chamas púrpuras.
        — Strike 1: Cryogonal está queimado. Toda vez que ele atacar, as queimaduras o consumirão vivo!
        — Beleza! Mas isso só vai contribuir para deixá-lo invisível. — diz Wulfric.
        — Não se você... Bem...
        — Cryogonal: Ice Beam!
        — Ahá! Como eu previa! Vai usar um golpe tipo Gelo contra Trevenant! Isso significa que cedo ou tarde, Cryogonal acabará voltando à forma sólida, o que significa que não só o Trevenant, mas todos nós poderemos enxergá-lo!
        E Y estava certa. Algo começa a se cristalizar onde antes estavam as chamas de Trevenant e Cryogonal ressurge das cinzas, ou melhor, do vapor, disparando rajas congelantes contra o tipo planta.
 
        As rajadas de gelo avançam pelo campo e atingem Trevenant, que, por ser meio desengonçado, não consegue se locomover rapidamente para a evasiva, e acaba sendo congelado vivo.
        — Nant >.<
        — Bom, isso foi muito eficaz, mas ainda não nos derrotou! — Y começa a rir, já esquecida de todos os problemas do mundo e super entretida com a batalha. — Trevenant, use o Wood Hammer e quebre o gelo!
        O braço de Trevenant torna-se um martelo de plantas e o pokémon quebra a barreira de gelo ao redor de seu corpo, tornando-se livre novamente.
        — Oh-oh!
        — Strike 2: Cryogonal está visível novamente e Trevenant está livre para atacar! Vaaai!
        E a árvore fantasmagoricamente aracnídea pula em direção à Cryogonal, acertando o Wood Hammer bem na cara do pokémon de gelo. Enquanto isso, as chamas do Will-O-Wisp retiram mais um pouquinho de vida do pokémon de Wulfric.
        — Certo, certo! Você é muito boa, menina! Mas não vamos deixar você ganhar! Cryogonal, Frost Breath!
 
        Cryogonal começa a congelar o campo de batalhas novamente, espalhando um ar muito frio pelo ginásio... E o Will-O-Wisp ataca novamente.
        — Trevenant: Use o Shadow Claw! — Grita Y.
        — Não, não! Use Reflect e defenda-se! — Ordena Wulfric, fazendo com que Cryogonal criasse uma barreira de luz e se defendesse fácil e efetivamente da garra das trevas de Trevenant.
 
        O Will-O-Wisp fere Cryogonal pela terceira vez.
        — Grrr! Tá ficando difícil! Pensa Y, pensa Y! — Y fala alto, mas para consigo mesma.
        — Agora: Use o Aurora Beam mais uma vez!
        Cryogonal começa a girar em torno de si mesmo e dispara uma rajada de luz polar contra Trevenant, assim como fez com Aerodactyl.
        — Ah, já sei! — De repente diz Y. — Trevenant! Use o Will-O-Wisp mais uma vez!
 
        Mesmo tendo certeza de que o golpe falharia, Trevenant obedece Y e dispara o Will-O-Wisp contra a raja de luz de Cryogonal e então tudo ganha um brilho proporcionalmente ardente à retina.
        — AAAARGGGH!
        Com tudo extremamente branco, todos são obrigados a fechar os olhos, o que inclui Cryogonal, este mirando contra a parede do ginásio por não poder enxergar nada e errando o alvo.
        — Será que...
        Y abre os olhos e vê que sua estratégia havia dado certo. Cryogonal atacara e não acertara. Agora estava um alvo fácil de Trevenant...
        — Strike 3: Cryogonal não tem como se defender! SHADOW CLAW! — Grita Y.
        — NÃO! — Wulfric corre até seu pokémon, mas é inútil. O Shadow Claw já havia o devorado por inteiro, nocauteando-o com o ajuda das últimas brasas do Will-O-Wisp.
 
        — Tudo bem... — Wulfric faz Cryogonal retornar. — Mas isso ainda não acabou! Vai, Mamoswine! — E faz com que Mamoswine volte pra luta.
        — Mamooo!
        — Use o Hidden Power! — Wulfric nem dá tempo de Y trocar de pokémon e já ataca, acertando Trevenant com uma chuva de bolhas energéticas que explodem ao tocar na pele madeira do pokémon oponente, causando danos super efetivos.
 
        — Nant-- @-@!
        — Essa não! Trevenant! — Y corre até seu pokémon e o faz retornar.
        — Banette, Aerodactyl e Trevenant... Todos eles já se foram! — Zomba Wulfric. — Você só tem mais um pokémon! E eu ainda tenho o Mamoswine e minha arma secreta!
        — Arma Secreta, é? Pois eu também tenho uma! Vaai, Dragonite!
        — Hah! Primeiro um tipo Planta... Agora um tipo Dragão, é? Mas você tá pedindo pra perder! — Wulfric começa a rir, também já esquecido de todos os problemas da vida. A batalha estava mesmo servindo para alguma coisa: os dois que antes estavam super tensos agora estão tão focados na luta, que haviam esquecido completamente do meteoro que está prestes a se chocar com o planeta...
        — Eu não acredito! — Exclama X. — Esse Dragonite... É aquele Dratini?
        — Exatamente. — Diz Calem. — Evoluiu de Dragonair durante a primeira tentativa de batalha de ginásio da Y contra a esquisita da Olympia. Desde então, aprendeu uma série de golpes novos.
        — Caramba! Como ela evoluiu... Me lembro de como ela era atrapalhada no começo! Tinha o Fennekin e o Helioptile... Era um time simples e ela não tinha intenção nenhuma de entrar na Liga Pokémon... Olha só onde essa garotinha está agora! No último ginásio de Kalos, desafiando um oponente que um dia eu sonhei estar desafiando e utilizando um pokémon pseudo-legendário! Caraca! Ela é mesmo INCRÍVEL!
        — Pode esquecer essa "garotinha incrível" antes que eu dê um murro da sua cara, ô "Alexandre"! — Ameaça Anna, sentindo-se revoltadíssima.
        — Calma, Amor. — X levanta as mãos para o alto. — Esqueceu que ela tem um novo namorado agora? O Calem?
        — É... Ela tem... — Responde Calem com frieza. — E que bom que você se lembra disso,  seu patife!
        — Eeei! Ela foi minha companheira de viagem! Não posso elogiá-la de vez enquanto? — Pergunta X.
        — Não, senão vai ter pra ti. Não é, Anna? — Ameaça Calem.
        — Aaaah, com certeza. — E Anna concorda.
        — Vamos Dragonite! Dragon Rage! — Grita Y do outro lado do ginásio, focada na batalha contra Wulfric e seu Mamoswine demoníaco.
        — Intervenção com Ice Beam!
 
        Dragonite cuspe uma bola de energia contra Mamoswine, mas a esfera é congelada pelo Ice Beam e cai bem no meio do campo, completamente solidificada.
        — Hmm... Acho que vamos ter trabalho com esse! — Diz Wulfric. — Mas ainda não é motivo para temê-lo! Mamoswine: Ice Shard!
        — AHÁ! — Grita Y. — O que eu estava esperando! Dragonite: Fire Punch!
 
        Mamoswine prepara e lança uma bola de gelo superpoderosa contra Dragonite, mas o dragão voa na direção do golpe e acerta-lhe com um punho cercado de chamas usando força suficiente para destruir uma parede.
        O Ice Shard destrói-se, queima-se e torna-se vapor instantaneamente. Dragonite não para e continua voando na direção de Mamoswine com o Fire Punch até que... ELE PASSA DE SEU ALVO!
        — Acho que o Dragonite precisa de um bom par de óculos! — Zomba Wulfric. — Muahahahahaha!
        — Não, ele tá certo! Um Flamethrower vindo de trás é muito mais crítico do que vindo pela frente!
        — HÃ?
        Quando Wulfric percebe, Dragonite já havia trocado de movimento, passando de um punho de fogo para um jato de chamas muito mais intenso. E Mamoswine, sem conseguir ver o que se passava às suas costas, só foi se tocar quando já estava caído no chão... fora de combate.
 
        — Mamoo-- @-@!
        — O.K. Agora estamos quites. — Diz Wulfric. — Nós dois temos só um pokémon e nenhum dos dois sofreu nenhum dano sequer... Mas seu Dragonite já se esforçou demais e já está cansado... Será que ele conseguirá dar a volta por cima e derrotar meu... Abomasnow?
        — Abomaaa!
        A última escolha de Wulfric é Abomasnow: uma mistura de pinheiro com yeti, duplamente fraco a golpes tipo fogo.
        — Eu ia dizer que essa tava no papo... — Começa Y — ...Mas se escolheu usar um tipo planta e gelo contra um pokémon com dois golpes tipo Fogo... É porque tem alguma coisa escondida!
        — "Escondida" é a palavra correta, Y! — Diz Wulfric, com um sorriso da vitória estampado no rosto — Mirou sem saber e acertou! Abomasnow possui a habilidade especial Snow Warning, que o permite se esconder em uma nevasca toda vez que entra em batalha!
 
        Abomasnow começa a fazer nevar. Quando Y percebe todo o campo já estava oculto em uma névoa espessa causada pelo branco da tempestade de neve.
        — Caramba... E-esfriou... — Y começa a tapar seus braços, que são rapidamente afetados pela baixa energia térmica da nevasca do Snow Warning.
        — Já vai desistir? Gyahahahah! Abomasnow: Ice Shard!
 
        Abomasnow dispara a mesma bola de gelo que Weavile e Mamoswine tinham usado algumas batalhas atrás. Com a neblina dificultando totalmente a visão, Dragonite é pego de surpresa, sem poder ver de onde vinha a bomba.
        E uma explosão se faz, jogando Dragonite aos pés de sua treinadora, encurralado por um estrondoso golpe super efetivo.
        — Oh! DRAGONITE! — Y corre até o pokémon, que a afasta rapidamente. levantando-se e provando que ainda podia continuar na luta.
        — É uma pena que eu não esteja enxergando Dragonite neste momento, Y! — diz Wulfric — Mas creio que a batalha ainda não tenha acabado, pois o Snow Warning continua ativo!
        — É, ele está de pé sim! — continua Y — e já está pronto para mais um Flamethrower! Vai!
        Dragonite cuspe um jato de fogo muito forte contra a neblina, mas não tem ideia de onde Abomasnow possa estar, o que faz com que acabe errando o alvo.
        — Há! Chama isso de contra-ataque? — Wulfric começa a rir, se achando o superior — Que tal um pouco de Força? Strenght!
        E a voz de Abomasnow retumba pelas paredes do ginásio, enquanto o pokémon, escondido no meio da neblina maldita, aumentava seus músculos com uma estranha aura vermelha que percorria seu corpo...
 
        A árvore-das-neves então dispara como um tiro contra Dragonite, localizando-se facilmente através do breu e acertando o alvo com uma pancada de tirar o fôlego (literalmente). Abomasnow acerta um soco megatômico na barriga do dragão, retirando-lhe todo o ar.
         — DRAGONITE!
        E o pokémon é jogado contra a parede do ginásio, adquirindo mais ferimentos.
        — Use Razor Leaf! — Brada Wulfric.
        — Rebata com o Dragon Rage! Rápido!
 
        Dragonite cria uma bola meio de fogo, meio de eletricidade, e dispara contra o ataque de Abomasnow, que era essencialmente uma chuva de folhas afiadíssimas voando em sua direção.
        Ao colidirem, os ataques formam uma explosão que atira ambos os pokémons para trás. Os dois caem de costas e se machucam.
        — Mas o que-- Use o Fire Punch! Agora! — Ordena Y.
        — Não podemos deixar que isso aconteça, Abomasnow! Blizzard!
 
        Enquanto o tipo dragão descia dos céus em uma velocidade tremenda, puxando um incrível soco de foco, Abomasnow apenas cruzou os braços e abriu bem a boca, soprando uma nevasca densa e muitas vezes potencializada pelo Snow Warning.
        — Cruzes! — Exclama Calem, que parecia estar mais assistindo à batalha do que promovendo o evento da Liga Pokémon.
        E o dragão é congelado por inteiro: desde suas antenas até à ponta de sua longa cauda. O Fire Punch apagou-se e Abomasnow parecia finalmente ter vencido a luta, afinal, como é que um cubo de gelo poderia continuar batalhando?
        — DRAGONITE! Eu sei que está me ouvindo! — Grita Y — Por favor, dê um jeito de sair daí! Por favor!

// Flashback On //

        "Dragonite foi o Pokémon mais raro que já capturei, com exceção de Aerodactyl, que é pré-histórico. Foi um de meus primeiros companheiros, pego quando era apenas um pequeno Dratini..."
        — Tini!
        — Ai, que bonitinho! Vamos pegá-lo, Fennekin! Provoque uma batalha com o Ember!
        Fennekin cuspe pequenas brasas contra Dratini. O golpe não efeito por o pokémon estar dentro d'água, mas acaba criando umas faíscas que dão beliscões na pele sensível do dragão.
        — Fen, fen!
        — Tini!
  
        Dratini pula de dentro da lagoa e começa a voar, subindo bem alto...
        — É Fly! Tente usar o Ember, Fennekin! — Ordena Y.
        Fennekin tenta, mas o Ember não conseguiu alcançar Dratini, que logo desce com tudo, acertando Fennekin com uma cabeçada poderosa...
Fennekin_Ember 
        — Vamos, Y! Tá indo bem! — Elogia X.
        — Huh... Valeu!
        — Fen, fen!
        — Tá... Fennekin, use o Substitute!
        Fennekin substitui seu corpo por uma cópia ilusória, aparecendo em cima da caverna de onde os dois treinadores haviam saído há pouco tempo, enquanto a cópia fica em seu lugar...
        — Tini!
        Dratini entra na água, provocando uma onda assassina que é jogada pra cima de Fennekin, ou melhor, do substituto, que leva todo o dano...
        — É, parece que o Substitute veio na hora certa!
        — Vamos, Fennekin! Vamos capturar o Dratini! Use o Ember!
 Fennekin_Ember_
        Fennekin se revela em cima das rochas, disparando poderosas brasas que atingem o corpo de Dratini, causando pequenas queimaduras...
        — Agora?
        — Sim!
        — Pokébola, por favor pega esse Dratini! Vai!
        — Dra! Tini!
        Y lançou a pokébola, Mas Dratini a rebateu com sua cauda, fazendo o item cair na água da lagoa. Era a nossa última pokébola específica do concurso então eu tive que entrar na água pra pegar ela...
        — Aqui está... -.-
        — Muito obrigada, cavalheiro! Agora, Fennekin, continue com o Ember!
        Fennekin continua cuspindo fogo contra Dratini, que tenta se esquivar com o Fly, mas não consegue e acaba levando alguns danos externos...
 
        — Vai, Fennekin, use o Substitute!
        Dratini então começa a voar, enquanto Fennekin se substitui, aparecendo do outro lado do lago, que por sinal não era tão espessa assim... Dratini desce com tudo e acerta o Substituto, que leva danos...
        — Agora, Fennekin! Use o Ember!
        — Fen, fen!
        Fennekin atinge a cauda de Dratini, que fica fraco demais pra continuar a batalhar...
        — Vê se não erra desta vez, hein?
        E Y lança a pokébola sobre o pokémon, que é engolido... O item então começa a se balançar de um lado para o outro, fazendo um sinal sonoro que chega a ser irritante...
        — Tem que ir...
        — Vamos... Falta só mais um pouquinho...
        O sinal sonoro muda, a pokébola para de se mexer e brilhos começam a sair dela... Isso só podia significar uma coisa: Captura concluída!
        — Yeah! Eu peguei... o Dratini!

// Flashback Off //

        — Vamos, Dragonite! Você tem que sair dessa! — Gritava Y, que agora se agarrava ao grande bloco de gelo em que o pokémon tinha se tornado.
        — Hora de admitir a derrota, Y... — diz Wulfric, se aproximando de Abomasnow. — Já era.
        — Não! Dragonite nunca foi de desistir tão fácil! Eu sei que ele pode! Eu sei que ele consegue!
        — Será? — Questiona Wulfric — Bem, acho melhor levá-lo imediatamente ao Centro Pokémon antes que isso se torne fatal. Ah... E o Snow Warning está se desfazendo! Isso significa que realmente acabou!
        — NÃO! Volte para o seu lugar e batalhe! Essa droga de luta ainda não acabou! Pelo menos não pra nós!

// Flashback On //

        "Dratini, com o passar do tempo, foi ganhando experiência e confiança, tanto em mim quanto nas lutas. Foi ganhando nível rapidamente, se considerarmos que é um Pseudo-lendário, e assim, logo logo tornou-se um exuberante Dragonair..."

        — E aí? Fez o que queria? Reduziu nossa defesa e nossa precisão, não é? Mas lembre-se de que você também está em uma situação crítica! Dratini está envenenado e Eevee está dormindo. Qualquer um dos seus pokémons agora pode ser derrotado facilmente por Vivillon. Qualquer um...
        — É? Mas eu tenho certeza de que vamos conseguir. Dratini arrase!
        A pokébola de Dratini voou e o Pokémon saiu divando de dentro da pokébola, exibindo o seu novo olhar, de autoconfiança e talvez até desprezo para Vivillon.
        — Isso ainda não acabou... – Sussurrei para Viola e ao mesmo tempo, algo incrível começa a acontecer no meio da luta. Dratini se tornou envolto por uma luz ofuscante, que girava em torno de seu corpo, revelando um novo ser, um Novo Pokémon que abara de se materializar bem ali na minha frente: Dragonair.
        — Um Dragonair?
        — Sabe o que isso significa, Viola? – Ela fez uma cara de desentendimento. – Que meu Dratini evoluiu e agora tem o poder de acompanhar o seu Vivillon no ar.
  
        Dito isso, Dragonair começou a flutuar bem na minha frente, as asas em sua cabeça batendo e o impulsionando para cima.
        — Um golpe. – Ela diz. – Um golpe e eu derroto seu Dragonair. Ele ainda está fraco, com pouco HP e ainda está envenenado. Por outro lado, um golpe. Um golpe e minha Vivillon estará fora da luta.
        — Que vença a melhor!! – Falamos ao mesmo tempo.
        — Vivillon, use Infestation!
        — Dragonair, use Dragon Rage!
 
        Os pokémons prepararam suas bazucas e atiraram. De um lado uma infestação de pequenos insetinhos, do outro, um mar de chamas verde azuladas que avançavam no formato de uma cabeça de dragão.
        “Booom!” – Só foi possível ouvir uma explosão quando os golpes colidiram no ar e uma cortina de fumaça branca se estendeu por todo o campo, bloqueando qualquer visão a menos de dois centímetros à minha frente.
        — E aí? Viola? O que aconteceu?
        — “Cof, cof”! Eu não sei... – Respondeu ela. – Não dá pra ver nada daqui.
        — Vivillon? – Perguntei, mas ninguém respondeu. – Dragonair? – Nenhuma resposta...
        — E agora?
        — Eu... Cof, cof... Não sei...
        Neste exato momento houve um estrondo e uma enorme massa irrompeu da névoa branca, quebrando por completo a barreira de fumaça que nos cercava. Olhei para cima e pude perceber quem realmente era o vencedor.
        — Dragonair!
        Corri até o Pokémon, que se abaixou e deixou que eu me abraçasse nele.
        — Nós vencemos, Dragonair! Nós vencemos!

        "Ele sempre foi tão corajoso... Isso não pode acabar assim... Não desse jeito..."

// Flashback Off //

        Quando Y percebeu, apenas ela e Dragonite estavam no campo de batalhas. Wulfric e Abomasnow já estavam se retirando em direção aos projetos de promoção da Liga Kalos. A Névoa agora já havia se dissipado e a temperatura já estava normalizada.
        — Ah, Dragonite! Você tem que sair daí! Eu sei que tu consegues...que você está me ouvindo... Por favor se concentre! Derreta esse gelo e volte para a luta...
        — Isso não vai adiantar em nada... — Continua Wulfric, percebendo que Y continuava ajoelhada ao lado de seu pokémon.
        Então, subitamente, o gelo começa a brilhar em um tom muito branco e toda a sua estrutura começa a abalar, emitindo um som de rachaduras tão intenso que chamou a atenção de Wulfric e Abomasnow viu-se forçado a erguer sua névoa novamente sobre o campo.
 
         — D-Dragonite! — Y exclamou ao ver o pokémon se esforçando para vencer sua fraqueza.
        E assim, um som muito parecido com uma explosão cobriu o ginásio todo, e Dragonite emerge dos cristais de gelo, emitindo um rugido ensurdecedor com ar de provocação.
        — Grooooaaaaar!
        — Dragonite! — Y corre e abraça seu enorme pokémon dragão — sentindo-se completamente alegre de vê-lo de volta à ação.
        — Oh, não! — Exclama Wulfric — Vocês são mais fortes do que eu pensei!
        — E somos bons o suficiente para abater essa sua neblina demoníaca! Dragonite, vamos utilizar de sua velocidade avantajada para destruir o Snow Warning!
 
        — Não é possível! — Wulfric v~e-se em desvantagem pela primeira vez desde o começo da luta.
        Dragonite voava tão rápido em torno de um mesmo círculo que a névoa via-se encurralada por um redemoinho de vento e terra.
        — Não vamos deixar ele fazer bobagem! Abomasnow: Ice Shard!
        — Dragonite, dê a volta!
 

        Abomasnow dispara mais uma vez sua bola de gelo mortal, mas Dragonite utiliza de sua velocidade divina para girar e mudar de direção, indo parar atrás do próprio Abomasnow.

        — Agora: Flamethrower! — Grita Y, despertando um monstro dentro de Dragonite, que cuspe ferozmente suas melhores chamas na forma de um míssil de fogo.

        — STRENGHT! — Rapidamente grita Wulfric em resposta ao Flamethrower.
        E Abomasnow vira-se para Dragonite, utilizando da força devastadora, dádiva do Strenght, para esparramar o Flamethrower com as próprias mãos, separando as chamas para os lados e evitando que fizessem contato direto. Algo como Moisés e o Mar Vermelho.
 
        — O QUE? — Y Surpreende-se ao ver que Wulfric e Abomasnow continuavam de pé.
        — Muahahahah! Já tivemos muitos desafiantes do tipo fogo! Acha mesmo que eu ia mandar um tipo Planta e Gelo sem ter nenhuma proteção contra chamas?
        — Mr. Wulfric... O senhor é fabuloso! Fabuloso! — Elogia Y, super impressionada com o que acabara de acontecer — Mas eu tenho que te derrotar. — EU PRECISO DESSA INSÍGNIA PRA ONTEM!
        — Então vai lá, Y! Mostra que você é capaz de derrotar o último dos líderes de ginásio de Kalos! Derrote a mim, Wulfric e prove o quão capaz você é de entrar na Liga Pokémon!
        — Não precisa dizer duas vezes! Dragonite: Thunder Punch!
        — Há! É sério? Um ataque tipo elétrico contra um tipo Planta?
        — Quem disse que a minha intenção era ferir o Abomasnow com o Thunder Punch? PRO CHÃO!
 
        O Dragão dirige seu soco eletrizado pro chão, abrindo uma enorme cratera no meio do campo de batalhas e salpicando o campo com uma saraivada de raios que não só imobilizam Abomasnow como o paralisam.
        — GOSH! — Anna ficou apavorada com aquilo tudo. Pelo visto estava muito difícil de se concentrar em seu trabalho com uma batalha de tirar o fôlego acontecendo ali ao lado.
        — A-Bo-Ma--
        E o pokémon de Wulfric fica sem poder se mexer, em sua posição habitual: com os braços cruzados.
        — Blizzard! Agora!
        E facilmente o gigante das neves cuspe uma rajada de vento misturada com flocos de gelo, o que rapidamente torna-se uma neblina exatamente como com o Snow Warning.
        — Fire Punch, Dragonite!
        Mas o pokémon reptiliano não tinha medo daquilo. Muito pelo contrário: avançou corajosamente em meio à tempestade de neve e meteu um soco na cara do yeti, derrubando-o.
 
        — Levante-se, Abomasnow! — Ordena Wulfric.
        Mas ao tentar fazê-lo, ondas de eletricidade percorreram o corpo do tipo gelo, trazendo-lhe uma dor insuportável. Mesmo assim, ele continuou e pôs-se de pé, encarando Dragonite voando inquieto mais acima.
        — Esse bicho é feito de titânio! — Brinca Y — Mas vai cair logo logo!
        — Veremos! Abomasnow: use Ice Shard!
        O Yeti forma então uma bola de gelo gigante, maior do que qualquer outra que ele ou os outros pokémons de Wulfric já haviam lançado.
        — Há! Estão apelando! Dragonite, use o Flamethrower Força Máxima!
 
        E antes que se pudesse registrar a cena no cérebro, Abomasnow já estava caído no chão, em frangalhos. As chamas tempestuosas de Dragonite atingiram e partiram a enorme pedra de gelo formada pelo Ice Shard e continuou avançando, até atingir o alvo e formar uma explosão de mais de dois metros de altura.
        — Está fora! — Anuncia Raimond, o árbitro. — E a vitória vai para a desafiante Natalie Yvelgress!
        — Eu Não acredito! ABOMASNOW!
        E Wulfric corre até seu pokémon para conferir de perto o resultado: nada mais nada menos do que dois olhinhos girando pra fora das órbitas, a face da derrota.
        — Ora bolas... Quem diria... — Wulfric faz Abomasnow retornar á pokébola e caminha em direção a Y, retirando alguma coisa de seu bolso e escondendo na palma de sua mão. — Aquela garotinha que chegou aqui em uma excursão com a cartomante de araque realmente tem fibra! Aqui está Y! Meus parabéns, você merece!
        E Wulfric estende a mão, entregando uma pequena e brilhante insígnia para a garota. Esta sendo a última necessária para que ela finalmente entrasse pra Conferência da Liga Kalos!
        — Hahah! Eu mal posso acreditar! Nós... VENCEMOS!
        Nisso, X e Calem vêm correndo do outro lado do ginásio com uma iminente cara de alegria, Calem já com lágrimas transbordando os olhos.
        — Acabamos de receber um relatório... Puf, puf... de Shauna e os outros! — Conta X. — Todos, o que inclui Olympia, já chegaram em suas cidades e já começaram a venda de Insígnias!
        — E não é só isso... — Continua Calem. — Todo o pessoal que se reuniu no Centro Espacial em Hoenn... Bem... Eles conseguiram juntar 536 ideias totalmente executáveis para a destruição do Meteoro! As chances de o Planeta permanecer intacto e inabalado são de 99,9%!
        — Sabe o que isso significa? — Pergunta X — ESTAMOS SALVOS! ESTAMOS TODOS SÃO E SALVOS!

Continua...

2 comentários:

Edulipe said...

Episódio maravilhoso. O amor e companheirismo de dragonite com Y foi a tona de uma maneira espetacular. Nesse capítulo também demonstra um dos 7 pecados capitais: a soberba de Wulfric (que no final perdeu feio), mas isso ajuda bastante no fim. Mas resumindo, foi um capítulo incrível!!!

Kevin England said...

Com duas batalhas de ginásio seguidas, uma no capítulo treze e outra no quinze, tinha que ter algum diferencial e nesse caso, fugindo do clichê, não foi uma evolução, já que Dragonite já saiu da pokébola nesta forma. O diferente foram os flashbacks da primeira e da segunda temporada, onde Dragonite é visto como Dratini e depois Dragonair. Essa é uma "homenagem" pros leitores que vêm acompanhando a fanfic desde o princípios e de certa forma, uma maneira de fazê-los se lembrar dos acontecimentos, já que a fanfic possui tantos capítulos... É impossível guardar tudo na memória.
Planejo fazer mais flashbacks assim até o fim da temporada. É agora que o bicho vai pegar!!

Post a Comment

Por Favor, não xinguem, não briguem, respeitem a opinião dos outros e façam somente críticas construtivas

#Kevin_

Free Pikachu 2 Cursors at www.totallyfreecursors.com